terça-feira, 8 de julho de 2008

Sunfish holy breakfast


Exumando a heróica obra do Guided by voices, encontro um tesouro inestimável, ainda que largamente ignorado pela civilização. Trata-se de um mero EP, cujo nome e capa estimulam até imaginação de jornalista: Sunfish holy breakfast. Depois de assistir (no extinto “lado B”, do Massari) a um clipe que mudou minha forma de ver (e ouvir) a vida (I am a scientist), encomendei ansioso este EP de nome exuberante, mesmo sabendo que pagaria uma quantia exorbitante e passaria por uma espera desumana. À primeira audição, mesmo dotado de um ouvido treinado em má produção e zoeira punk, sentí-me tapeado. Não desisti da banda, e foi só depois de escutar os albuns de produção “superior”, que decidi dar-lhe uma nova chance.
Os primeiros segundos da primeira faixa representam precisamente o espírito dessa banda colossal: palmas frenéticas e gritos histéricos de uma audiência que não deve exceder 3 pessoas. Ainda assim, certamente são os fãs mais devotados que já se teve notícia. E ao final do disco, se você abrir seu coração para o chiado, tornará-se um deles.


1 - Jabberstroker: Sprout, enigmático, imerso em solidão e ternura.
2 - Stabbing a star: Mega-rock pauleira: Como poderíamos ser grandes! (se não fôssemos tão inocentes...) Investigating innocence about the shallow manhole, I get down methodically without regard to my soul !
3 - Canteen plums: Cheia de imagens corajosas da juventude, sonhadora.
4 - Beekeeper seeks ruth: Delírio romântico de outro mundo: The flying party is here!
5 - Cocksoldiers and their postwar stubble: Para dançar timidamente, com a garota errada, no baile mais importante da sua vida.
6 - A contest featuring human beings: Um musical colorido e desvairado.
7 - If we wait: Um hino para o desconforto.
8 - Trendspotter acrobat: Quão longe pode ir a imaginação de um homem? Para voltar à terra com uma frase tão singela quanto: I will buy the drinks, if you promise not to ask me what I think.
9- The winter cows: aqui, se você ainda não foi abduzido, entenderá que má produção ocasionalmente gera timbres e ecos inigualáveis. Lendária...
10 - Heavy metal country: Uma queda extática. Lenta, muito lenta: Two connected tongues, flesh begginings, still you couldn´t taste...

Agora, retorne a faixa 1, e acompanhe os aplausos.

Um comentário:

CPJr disse...

sem dúvida é meu disco preferido do GBV... lembro de ouvir Heavy Metal Country andando de carro na companhia do ilustríssimo autor do post por Brasília e pensar que seria legal ficar ali pra sempre, andando de carro e ouvindo essa mesma música, em BSB... bons tempos...